Arquivo da tag: disfunção neuromotora

Alice e o Coelho de Páscoa

Lagartas, casulos e borboletas. Na escola e em nossa casa, o símbolo da Páscoa está assim representado. Tudo feito de novelo de lã, pelas professoras e pelos familiares, de maneira a contar para as crianças um pouco sobre a renovação … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Sinal de fumaça

Oi, Pessoal! sinto falta de nosso espaço aqui… mas a vida, vez ou outra, embola de afazeres, não é mesmo! É o que tem acontecido… Ando tomando nota das situações, reflexões e lembranças para depois compartilhar, conversar, completar o entendimento … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Feito é melhor que perfeito

Feito ou perfeito? Ambos os conceitos disputam a interpretação do gesto motor de minha filha Alice. Sintonizar intenção e movimento é tarefa que lhe consome grande energia. Para realizá-la, sua vitalidade trava batalha com a dificuldade. Alheia à rima fácil, … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A… de Alice!

Uma mãe jornalista. Um pai educador físico. Uma filha que não fala, tampouco movimenta o corpo com precisão. Alice, essa adorável subversiva, revolucionou tudo o que estudamos, aprendemos e ensinamos sobre comunicação verbal e expressão corporal. Ouso registrar algumas passagens … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

De pé

Sempre acreditei que ficar de pé dependesse, grosso modo, da sincronia entre músculos, ossos, articulações e comandos. Sem ignorar a complexidade desse movimento para o corpo humano, a maneira quase instantânea com que o realizo me fazia crer que bastava … Continuar lendo

Publicado em Posts, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Minha filha Alice, Três anos atrás, no dia de hoje, o seu nascimento foi nossa separação. Enrolada em um plástico, entubada, você foi levada para a UTI neonatal, onde passou os primeiros 145 dias de sua vida. Não senti seu … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Duas

Foi preciso esse silêncio. Essa pausa. Esse recolhimento. Foi necessário calar as palavras para calibrar o sentir.  Redescobrir a mim mesma: antes de mãe, mulher. Minha maternidade subverteu prioridades e significados de modo tão intenso que coube dedicar tempo a … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário