Arquivo do mês: novembro 2015

A hora do desamparinho

Na semana passada, o texto que abordava o choro diário de minha filha Alice, às seis da tarde, motivou uma série de mensagens comoventes de outras tantas pessoas que vivem ou viveram realidade parecida. Significar a dor do outro é … Continuar lendo

Publicado em Posts, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cabeça erguida 

Olhar o mundo de frente. Ainda que seja com a cabeça cambaleante, mas sempre erguida! Convocar a coragem, a persistência e a vontade para içar musculatura e pensamento com a mesma intensidade. Buscar alcançar novas habilidades e funções não por … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , | Deixe um comentário

Lusco-fusco

Alice costuma se despedir do dia que termina aos prantos. O lusco-fusco exerce uma certa hipnose sobre ela e parece evocar ora medo, ora angústia, ora cansaço, ora irritação. É um choro inconsolável, sentido, mobilizador. Um choro que me enlaça … Continuar lendo

Publicado em Posts, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pés com estilo

Hoje é sexta! Dia de sair “fashion”! Alice está usando taping nos pés, o que despertou a curiosidade da meninada aqui do prédio onde moramos. Uma das crianças contou que também usa nos lábios, para dormir. A outra disse que … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Protocolo de dor 

No período em que Alice esteve internada na UTI Neonatal, conheci um procedimento adotado pela equipe de enfermagem chamado “protocolo de dor”. Quando o bebê se mostrava inquieto, irritado e chorava inconsolável, algumas gotas de glicose eram ministradas para adoçar … Continuar lendo

Publicado em Posts | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário