Descobertas da espera – por Gisela Giannerini

Hoje é sexta, portanto, é dia de partilha!

A história vem da Gisela Giannerini, uma mãe que teve sua primeira filha na última segunda, dia 25/08. A Maria Isabel, carinhosamente apelidada de Bebel, veio ao mundo com 50cm, 3,5kg, por meio de um parto natural que durou 20 horas, sendo 8 horas de trabalho ativo.

Aqui, a Gisela registra um pouco do sentimento que a acometeu desde o início da gestação. Certamente essa escrita ganhará novos e cada vez mais amorosos registros daqui pra frente.

Um viva à Gisela e à sua filha Bebel!

“À espera de Bebel, ando pensando e sentindo muitas coisas. A maioria ainda num longo percurso de elaboração, outras com pequenas conclusões iniciais. De tudo novo, senti que:
Gestar é de dentro.
É abertura de espaço para o novo
É ter a certeza de caminhar ao encontro do desconhecido
Do sem nome
E, permitir.
É se abrir
É esperar
É ver, mês a mês, o amor te fazer crescer
É testemunhar o desapego do conhecido e organizado
E, permitir.
É se dar conta que a vida ganha novas formas e contornos
Que é preciso tempo
Que é preciso espera
Que é preciso entrega
E, permitir.
É sair do lugar,
Se reinventar
Se revelar
Se conhecer
E, permitir.
Por fim, sinto que gestar é viver o próprio renascimento por amor.”

A linda Gisela e sua Bebel, aproveitando bem seu lugar na barriga!

A linda Gisela e sua Bebel, aproveitando bem seu lugar na barriga!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Partilhas de amor e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s