Tempo mais que perfeito

Fora do tempo de nascimento, fora da curva de crescimento, fora da linha neuroevolutiva. Minha filha inventou um sistema próprio de medida. Na contramão do mundo, seu sucesso é contabilizado nas menores frações, enquanto ela assume as rédeas do seu tempo e do seu espaço. Traça sua vida em uma linha ascendente e dita o ritmo, alheia a qualquer tentativa de padronização. Ela transpõe os limites do próprio corpo tendo como principal aliada uma vontade sem-limite de viver e de descobrir o mundo. Sua existência escancara um querer extraordinário!

Foi assim que Alice pôs por terra meus convencionais métodos de ordenamento e priorização. Venho de uma família rigorosa. Não basta fazer bem feito, tem que ser perfeito. Não basta ter um bom resultado, é preciso estar entre os primeiros. Esta maneira de enfrentar a vida certamente me rendeu benefícios: aprendi o valor da disciplina e me dedico a fazer o meu melhor. Mas há inegáveis ônus: a pressa e a opressão. Minha filha é, portanto, minha redenção. Seus contornos imperfeitos me permitiram conjugar a vida no tempo do mais-que-perfeito amor. Menos expectativa, mais esperança; menos exigência, mais gratidão. Como diria a canção, temos nosso próprio tempo. E sou mais feliz.

Anúncios
Esse post foi publicado em Posts e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s