Quando tamanho é documento

Esses dias tem sido de remexida no guarda-roupas de minha filha. Com satisfação e uma ponta de surpresa, empilhei para doação diversas peças que vinham sendo usadas há tanto tempo e que agora já não servem mais. Mal pude conter meu entusiasmo. Finalmente invertemos a lógica: antes as roupas não serviam porque ficavam muito grandes.
Nascida com 900g e 31 cm, minha pequena passou os primeiros quatro meses de vida numa incubadora, usando apenas fralda, que ainda assim era cortada e adaptada à sua miudeza. Lembro-me de levar para a maternidade uma mala recheada de tricots e expectativa, num autoengano que resultou em luto quanto do seu nascimento. Enquanto ela nascia tão frágil, tão pequena, tão inacabada, eu perdia minhas fantasias a respeito da maternidade idealizada.
Depois que teve alta do hospital, ganhou apenas um quilo em três meses, apesar de nossa persistência e das diversas tentativas de tornar sua alimentação mais prazerosa. Tratamos como refluxo os inúmeros vômitos e o incessante mal estar que faziam com que ela comesse tão pouco e sem vontade. Até que uma de suas medicações controladas foi trocada. E o mal estar sumiu do mesmo jeito que apareceu, de repente. Três medicações foram eliminadas de uma só vez e um grande apetite e prazer em comer tiveram lugar. Como não pensamos nisso antes?
Minha filha passou a comer bem, em quantidade e qualidade. Engordou bochechas, pernas e inúmeras dobrinhas vieram enfeitar seu corpo. Preenche todo o colo e ainda sobram pernas e braços pra cá e pra lá. Está comprida, forte e redondinha. E… aos noves meses está pesando mais de 7 quilos (1 quilo foi acumulado só no último mês) e, finalmente, está vestindo tamanho M! Todos os profissionais que cuidam dela com tanto zelo têm exclamado em coro: “que gordinha”! O elogio ouvido repetidamente tem, para nós, sabor de vitória. Minha pequena está cada dia maior em tamanho e propósito de vida! Seu tamanho nunca foi, nem será documento, mas agora é mais um aliado de seu bem estar.

maos

Anúncios
Esse post foi publicado em Posts e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s